• Redação

Santo André inicia testagem de crianças de seis meses a quatro anos para Covid-19



Verificação epidemiológica prossegue até 25 de fevereiro com agendamento prévio

Santo André, 8 de fevereiro de 2022 – A Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Saúde, iniciou nesta segunda-feira (7) testes para detecção de coronavírus em crianças de seis meses a quatro anos de idade moradoras da cidade e matriculadas em escolas do município, públicas ou privadas.

“Mais uma vez Santo André sai na frente, propiciando a testagem para as nossas crianças. Iniciativa que dá maior segurança às famílias e aos nossos profissionais da educação no retorno às aulas”, destaca o prefeito Paulo Serra.

A pequena Alice, de dois anos de idade, foi uma das crianças testadas. Segundo a mãe, Tainá Souza de Lima, moradora da Vila Lutécia, o motivo do teste é uma questão de segurança. “Nós em casa já pegamos Covid e e queremos fazer o monitoramento para que ela esteja protegida enquanto a vacina para a idade dela não chega”, afirmou.

Bruno dos Santos, morador do Jardim Marek, levou a filha Luiza, de um ano e sete meses, para realizar a testagem. “Resolvi fazer o agendamento pensando na segurança dela e da família, além do início das aulas. Considero a iniciativa muito importante”, completou.

O objetivo é fazer um levantamento epidemiológico visando uma avaliação sobre o comportamento do coronavírus nessa faixa etária de não vacinados neste momento de retorno às aulas.

A testagem não é obrigatória e será feita até 25 de fevereiro no Centro de Enfrentamento à Covid-19, que fica na avenida Ramiro Colleoni, 220, na região central. Para isso é necessário o agendamento no site da Prefeitura por meio do link https://bit.ly/testagem-educacao.


Foram disponibilizados 2.800 testes do tipo sorológico, ou seja, de sangue, que identificam tanto se a criança já possui anticorpos para a Covid como se ela está com a infecção ativa e transmitindo a doença.

No primeiro dia foram testadas 90 crianças. O resultado é liberado no prazo de 24 a 72 horas via SMS para o celular do responsável.

Os testes utilizados pela cidade foram cedidos pelo Instituto Butantan, sem custo para o município. É necessário apresentar o CPF ou a certidão de nascimento da criança. Não é preciso que a criança esteja com sintomas de gripe ou Covid-19.

| Texto: Anderson Afonso | Fotos: Alex Cavanha/PSA