• Redação

São Caetano intensifica programa Operação Baixas Temperaturas: Inverno Seguro



A Prefeitura de São Caetano iniciou este mês a Operação Baixas Temperaturas: Inverno Seguro, realizada pela cidade desde 2018. O projeto é realizado em parceria pelas secretarias de Saúde e de Assistência e Inclusão Social, por meio do Creas, UPA (Unidade de Pronto Atendimento Engenheiro Júlio Marcucci Sobrinho) e SOS Cidadão 156 (Serviço de Atendimento em Urgência e Emergência).


Com o programa, as pessoas em situação de rua, expostas a baixas temperaturas e frio intenso, podem ser atendidas pelo serviço de urgência e emergência (ambulâncias) para avaliação sobre a necessidade de atenção em saúde, sendo direcionadas para a UPA ou encaminhadas ao serviço de acolhimento institucional para abrigamento. Os usuários atendidos pelo serviço 156 e pela UPA recebem cobertores disponibilizados pela Seais e Fundo Social de Solidariedade.


“Por meio do telefone 0800 7000 156, a população também pode colaborar. Quem encontrar uma pessoa dormindo na rua, em noite com baixas temperaturas, pode acionar as equipes para que seja feito o primeiro atendimento. Caso haja aceitação, a pessoa será encaminhada para acolhimento em abrigo, para receber alimentação e higiene, ou, em caso de problemas de saúde, será levada para a UPA”, afirma a Secretária de Saúde, Regina Maura Zetone.


A ação dos educadores sociais é reforçada sempre que a temperatura atinge ou se apresenta inferior à marca de 13º C, ou ainda, se a sensação térmica for equivalente. “O objetivo do plano é zelar pela vida da população em situação de rua e extrema vulnerabilidade, promovendo o acolhimento durante os meses mais frios do ano”, explicou a secretária de Assistência Social, Marisa Catalão.


O projeto conta também com as Organizações da Sociedade Civil do município que atuam em parceria com o Creas, por meio de ações que ofertam alimentação (café da manhã, almoço e jantar), higiene pessoal (banho, barbearia e corte de cabelo), troca de roupas e encaminhamento para instituições com estrutura de atendimento à população em situação de rua.


São Caetano conta com uma unidade de Serviço de Acolhimento Institucional Emergencial para Pessoas em Situação de Rua Covid-19, com capacidade total de 30 vagas, implantado em junho de 2020. O serviço atende à demanda encaminhada pelo Creas, diariamente, resultante da sensibilização dos educadores sociais e esgotamento das estratégias de reinserção familiar ou comunitária pela equipe técnica do serviço.


“O encaminhamento para acolhimento dos usuários somente acontece mediante a aceitação deles, e jamais de maneira coercitiva. Por isso a importância do trabalho de conscientização dessa população vulnerável, para garantir seus direitos e respeito à autonomia”, explicou Marília Felismino, coordenadora do Creas.


Como estratégia de ampliação de vagas de acolhimento, a operação deste ano contará também com a oferta de vagas de pernoite no Lar Bom Repouso, para atendimento de demandas que necessitem de acolhimento pós-atendimento médico/ambulatorial, ou, ainda, de cidadãos que resolvam aderir à oferta do serviço, em horário contrário ao de atuação da equipe de abordagem social do Creas.


De acordo com a coordenadora do SOS Cidadão 156, Alessandra Masiukewycz, em 2019 foram realizados 266 atendimentos a moradores em situação de vulnerabilidade social e climática. “Tentamos abordar e encaminhar as pessoas aos abrigos. Em casos de recusa de atendimento deixamos cobertores e alimentos. Com o trabalho feito na cidade, não temos casos de óbitos e internações por hipotermia.”


Gisele Lopes (Mtb 29.334)

29/6/2021


Fotos: Pacheco / PMSCS