• Redação

Prefeitura de São Caetano inaugura a terceira escola no ano, no Bairro Fundação



Nesta segunda-feira (18/10), o prefeito de São Caetano do Sul, Tite Campanella, inaugurou a EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Luiz José Giorgetti, após obras de demolição e reconstrução da unidade escolar, cujo prédio havia sido desocupado devido a problemas estruturais. É a terceira nova unidade escolar inaugurada neste ano, após a entrega da EMEI Cleide Rosa Auricchio, em maio, e da EMEI Claudio Prieto, em junho.

“É um prazer entregar mais uma escola, resultado do planejamento e da visão do prefeito José Auricchio Júnior. São Caetano tem uma tradição de administradores que valorizam a Educação, o que nos trouxe a uma posição muito confortável em termos de vagas escolares. E esperamos entregar o Complexo Escolar Professora Eda Mantoanelli no começo do ano que vem”, declarou o chefe do Executivo no ato.

O secretário de Educação, Fabricio Coutinho de Faria, lembrou também que outras escolas do Bairro Fundação estão no cronograma de reformas, a exemplo da EMEI João Barile, revitalizada em 2019. “A EMEF Senador Fláquer já está em obras e a

EMI Alice Pina Bernardes será revitalizada no ano que vem.”

O evento de inauguração contou com a presença de secretários, vereadores, educadores, pais de alunos e familiares do patrono Luiz José Giorgetti (1908-1966), líder autonomista e morador do Bairro Fundação, onde se situa a escola.

Descendentes do patrono foram homenageados na inauguração. Uma de suas sobrinhas, Elza Giorgetti Mezadri, falou em nome da família. “Achei que havia me emocionado em outros momentos da vida, mas hoje me emocionei muito mais, aos 85 anos de idade e como moradora do Bairro Fundação, representando minha família neste momento. Parabéns, São Caetano, por ganhar mais uma escola. Que se mantenha como líder na Educação.”


UM ESPAÇO PARA EXPLORAR

O novo prédio obedece a normas de acessibilidade em toda a área construída, além de técnicas arquitetônicas que conferem conforto térmico e ambiental, como o dimensionamento de aberturas a fim de garantir a incidência de luz e ventilação natural.

Além de um solário e de um playground gramado, as salas de aula, amplas e arejadas, contam com diversos elementos da natureza, como pedras, madeira e folhas. “Procuramos criar espaços participativos, para que as crianças pudessem explorar e fazer descobertas. A forma mais fácil e agradável de aprender é pela brincadeira”, explica a diretora Selma Salles Costa.

As atividades da nova escola começam ainda nesta semana, inicialmente com alunos do Grupo 1 (1 ano de idade). No ano letivo de 2022, a unidade escolar atingirá a capacidade máxima de atendimento de 140 alunos, do Berçário ao G5 (5 anos de idade).


Suzel Tunes


Fotos: Letícia Teixeira/PMSCS