top of page
  • Foto do escritorRedação

Evento de apoio de partidos à pré-candidatura de Filippi reúne 9.000 pessoas em Diadema



Atividade realizada no Centro Cultural Okinawa contou com presença das nove legendas da coalizão, do ministro Padilha e de deputados federais e estaduais



A pré-candidatura à reeleição do prefeito Filippi recebeu na noite desta sexta-feira (24) apoio importante: frente de nove partidos anunciou oficialmente adesão ao projeto que vem recuperando Diadema. O evento, realizado no Clube Cultural Okinawa, no Centro, reuniu 9.000 pessoas.



A atividade contou com a presença do ministro Alexandre Padilha (Relações Institucionais), do presidente estadual do PT, deputado federal Kiko Celeguim, do deputado federal Vicentinho (PT) e dos deputados estaduais Rômulo Fernandes (PT), Teonílio Barba (PT) e Ediane Maria (PSOL), além da dirigente nacional do PCdoB Nádia Campeão.



"Tenho muita confiança em fazer o melhor mandato de todos porque tenho um time incrível junto comigo, gente que ama essa cidade, trata Diadema com carinho. A população sabe que as grandes marcas de Diadema foram realizadas pelo PT e por seus aliados”, disse Filippi. “Vamos visitar cada canto desta cidade para dialogar com a população, em todos os bairros, em todas as ruas. Diferentemente de outros, não precisamos de GPS para andar por Diadema.”



Também foi apresentado o time de pré-candidatos a vereador da coalizão formada para defender a reeleição do prefeito Filippi em outubro. Serão 124 pré-candidatos, divididos nos nove partidos da coligação: PT, PV, PCdoB, PSD, PSB, PDT, União Brasil, Rede e Psol.



Padilha ressaltou a parceria de Diadema com o presidente Lula, elencando série de projetos federais realizados na cidade, como apoio à construção do Novo Hospital Municipal e do CEU de Diadema, auxílio para acelerar as obras das UPAs Centro e Paineiras, envio de verba para o Periferia Viva, entre outros.


"Com Lula e Filippi, Diadema tem virado referência em políticas públicas. Voltou a ter o programa Minha Casa, Minha Vida. O presidente Lula, eu enquanto ministro, e demais ministros, vamos estar juntos nesta caminhada, também juntos com os pré-candidatos a vereador de vários partidos. Vamos subir morro, descer morro, ir para porta de fábricas. E não vamos descansar enquanto não tivermos a certeza que o projeto que vem recuperando Diadema vai continuar”, ponderou Padilha.

Kommentare


bottom of page