top of page
  • Foto do escritorRedação

Diadema sedia encontro sobre agricultura urbana



O evento acontece hoje (5/12), no Restaurante Popular Campanário, reunindo representantes de várias cidades paulistas


Com o tema “Construindo Perspectivas para Agricultura Urbana e Periurbana no Estado de São Paulo”, acontece hoje (5/12), das 10h às 15h, no Restaurante Popular João Carlos Alves, no Campanário, o Encontro Estadual dos Articuladores da Agricultura Urbana e Periurbana.


O evento reunirá representantes de várias regiões do estado e, além de debates pertinentes ao tema, outro assunto que será abordado é como fomentar e criar mais políticas públicas visando, cada vez mais, o plantio em perímetros urbanos.


“O encontro serve, ainda, com troca de experiência entre os participantes, criando uma rede de conexão entre os municípios, que favoreça a divulgação das iniciativas realizadas por eles na área da agricultura urbana”, afirma Luci Uliana, assistente da Secretária de Segurança Alimentar de Diadema (SESA), pasta organizadora do evento.


Segundo a assistente da SESA, ao final do encontro, a ideia é tirar uma agenda de trabalho para 2024. “Vamos discutir quais as atividades que farão parte dessa agenda e, entre elas, há a possibilidade da realização de um congresso ou um seminário sobre a agricultura urbana”, declara.


Município referência - A escolha de Diadema para sediar o encontro foi da Superintendência do Ministério do Desenvolvimento Agrário no Estado de São Paulo. A cidade há mais de 20 anos trabalha na melhoria das políticas de segurança alimentar e nutricional (San) e entre as ações que realiza está o Programa de Agricultura Urbana, que incentiva o plantio de hortas comunitárias em áreas públicas.


“Por ter uma política consolidada no plantio da agricultura urbana recebemos este convite que é muito importante para nossa cidade. Atualmente contamos com 71 hortas e o objetivo é promover o consumo consciente e a alimentação saudável”, afirma o secretário municipal de Segurança Alimentar, Gel Antônio.


As hortas em Diadema são implantadas em quatro modalidades diferentes: educacionais, institucionais, ocupacionais e hortas comunitárias. Neste último quesito são 33 áreas de plantio e número de moradores envolvidos são de 411. Além do consumo de produtos sem agrotóxicos, uma parte dos agricultores urbanos conseguem obter renda com o que produzem.


Por Iara Santos Luz

Fotos Adriana Horvath

bottom of page