top of page
  • Foto do escritorRedação

Diadema lança o programa Emprega Diadema + EJA




Objetivo é dar mais oportunidades de trabalho a quem está completando sua educação e estimular os alunos a serem multiplicadores do acesso à plataforma digital / Fotos: Mauro Pedroso


Na noite da última terça (23), foi lançado na EMEB Dr. Mario Santalúcia, no Jd. Ruyce, o programa Emprega Diadema + EJA, uma parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (SEDET) e a Secretaria de Educação. O objetivo é fazer uma formação com os estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) com foco em empregabilidade, como dicas para entrevistas de emprego e como construir um bom currículo. Cerca de 90 alunos compareceram.


Também será passada aos estudantes a importância do cadastro no site do Emprega Diadema, onde as empresas buscam mão de obra através da análise dos currículos lá cadastrados, alinhando a importância da escolarização para o mercado de trabalho. Assim, é esperado que esses alunos sejam multiplicadores desse processo, de forma a atingir, em seu entorno, todos aqueles que buscam por recolocação profissional.


Equipe do Emprega Diadema + EJA: Lu Novais, diretora de Articulação Empresarial da SEDET; Absolon de Oliveira, coordenador da EJA; e Helga Longo, do Emprega Diadema

“Muitos alunos da EJA têm dificuldades em conseguir emprego por conta de sua baixa escolaridade, então o programa vem suprir certas deficiências dessa parcela da população,” explicou o coordenador da EJA em Diadema, Prof. Absolon de Oliveira. “Às vezes é uma dificuldade em elencar as informações mais importantes para um currículo ou mesmo como se portar ou se comunicar em um processo seletivo. São dicas importantes que vão ajudá-los a atingir o tão sonhado emprego.”


O programa prevê um bate-papo com os alunos sobre o Emprega Diadema, seguido de um vídeo explicando o funcionamento da plataforma, e uma apostila a ser entregue aos estudantes, contendo informações sobre Diadema e orientações sobre como montar um currículo ideal.


Secretários

A atividade de lançamento contou com a presença do secretário Fábio Nunes, da SEDET, e Ana Lucia Sanches, Secretária de Educação.


Secretário Prof. Fabião: “Uma cidade é feita a partir dos sonhos dos cidadãos”

Fábio Nunes, também conhecido como Prof. Fabião, já deu aula para mais de 50 mil alunos e estava em seu habitat ali na escola. “Se eu tivesse que nascer de novo, eu não mudaria minha missão, que é ser professor,” pontuou. “Por isso é uma grande alegria lançar esse programa em parceria com a Educação, porque Diadema é uma cidade de gente trabalhadora, empreendedora, e pra fazer isso é preciso estar qualificado e qualificada para atender ao mercado. E é disso que trata o Emprega EJA. Uma cidade é feita a partir dos sonhos dos cidadãos, então queremos ouvir seus sonhos e dar a cada um a oportunidade de sonhar.”


Secretária Profa. Ana Lucia Sanches: “Meu coração está na EJA”

A Secretária Ana Lucia, também professora, e mais ainda, professora da EJA, também estava ali com muito carinho pelo projeto. “Eu sou professora da EJA, de Geografia. Ou seja, meu coração está na EJA. E nós sabemos que muitos aqui não tiveram oportunidades, por vários motivos, mas em certo momento decidiram voltar à escola. E essa volta é um momento de cuidar da gente, como se dissesse ‘Chegou a minha vez!’ – e nada nem ninguém vai tirar de vocês o direito ao estudo e ao trabalho digno. Diadema tem vagas e muitas. Queremos que vocês nos ajudem a ocupá-las e ajudem outras pessoas que precisam dessas vagas e não sabem como acessar o Emprega Diadema ou como apresentar um currículo. Precisamos achar essas pessoas.”


Célia Cristina, prestando atenção na palestra. “Gente, é muito fácil!”

A aluna Célia Cristina, do Serraria, quando soube qual seria o assunto da palestra, já comemorou. “Estou precisando tanto de um emprego,” falou. Ela, que tem 4 filhos, sendo um autista, só agora conseguiu tempo para retomar sua educação, mas está desempregada. “Eu já conhecia o Emprega Diadema e sei que ele funciona, porque fui até selecionada uma vez, mas não consegui ir. Com as dicas aqui, espero me preparar mais para tentar de novo.” Célia não consegue entender como tem gente que ainda não usa a plataforma. “Gente, é muito fácil! É só entrar no site,” resume.


O programa deve passar por todas as 15 escolas que atendem EJA em Diadema, totalizando cerca de 2 mil alunos e alunas.

Comments


bottom of page