• Redação

Cicote acredita que é necessário abrir mão da água na cidade.


Ontem na Câmara de Santo André, Almir Cicote que é superintendente do Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André (Semasa), disse “não há saída (viável) a não ser abrir mão da água (e esgoto)”, a divida da cidade é de R$ 3,4 bilhões. Cicote falou que “O desejo (do governo) era que jamais isso fosse necessário, gostaríamos que o modelo continuasse, mas existe essa situação jurídica, e não é possível quitar o passivo.”

Posts recentes

Ver tudo
  • Branco Facebook Ícone

/AmigosDoABC

  • Branca Ícone Instagram

@amigosdoabcd

  • Branco Twitter Ícone

@amigosdoabcd