• Redação

Atila e outros nove réus são denunciados pelo MP.


Os escândalos envolvendo o ex-prefeito de Mauá, Atila Jacomussi, ainda não acabaram, o Ministério Público encaminhou ao TRF da 3ª região uma denúncia envolvendo outros nove réus, por fraude no processo de licitação, corrupção e formação de organização criminosa.

A investigação da Operação Prato Feito, levou ao fato de que em 2016 o até então Deputado Estadual foi beneficiado com pagamentos durante a campanha para Prefeito.

“Ficou demonstrado que após Átila ser eleito prefeito, ele e outros agentes públicos realizaram diversas manobras ilícitas para restringir a competitividade no Pregão nº 24/2017 realizado pela prefeitura de Mauá e que tinha o objetivo de adquirir 48.000 kits de uniformes escolares, a fim de garantir que a empresa Revemtex Indústria e Comércio Ltda ME fosse vencedora no certame”.

Constatou-se que no contrato firmado houve um superfaturamento, deixando uma prejuízo de aproximadamente 4 milhões. Uma planilha apreendida na investigação, informa que 15% do valor estava destinado a João Gaspar e 3% Fernando Daniel Coppola

Dos réus Atila Jacomussi e João Gaspar foram presos preventivamente, foram denunciados Fernando Daniel Coppola, Samara Gomes Barlera, Carlos Zeli, Edson Carvalho, Leandro Carvalho, Selma Nunes, Welinton Fernandes e Isaías Nunes

A fim de consertar a situação o MP, solicita o valor que conta em contrato com a Revemtex, somado a juros e correção monetária, além da condenação dos envolvidos.

  • Branco Facebook Ícone

/AmigosDoABC

  • Branca Ícone Instagram

@amigosdoabcd

  • Branco Twitter Ícone

@amigosdoabcd