• Redação

Após recesso, São Caetano retoma as aulas presenciais




As escolas da rede municipal de ensino de São Caetano do Sul retomaram as aulas nesta terça-feira (3/8), após o recesso de julho. Neste primeiro momento, retornaram os anos que já haviam retomado as aulas presenciais em junho: os grupos 4 e 5 da Educação Infantil, Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano) e a EJA (Educação de Jovens e Adultos).


A novidade é a ampliação para 50% da capacidade das salas de aula – em junho, era 35%. O retorno presencial não é obrigatório. Os alunos que preferirem podem permanecer com as aulas online em casa.


“Nossas escolas estão preparadas para receber as nossas crianças e jovens, obedecendo aos protocolos de combate à covid-19. Assim, proporcionamos um retorno seguro a todos”, afirmou o prefeito Tite Campanella, que acompanhou a saída dos alunos da EMEF (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Dom Benedito Paulo Alves de Souza, no Bairro Santa Paula.


Algumas das medidas de segurança e higiene adotadas contra a covid-19 em todas as escolas da rede são a instalação de dispensers de álcool gel em todos os ambientes; medição de temperatura e tapetes sanitizantes nas entradas; janelas e portas abertas; e o reforço na limpeza de todos os ambientes, além da capacidade de alunos em sala de aula limitada a 50%.


O secretário municipal de Educação, Fabricio Coutinho de Faria, detalhou o cronograma de retorno escalonado definido pela pasta. No dia 9 de agosto, retornará às aulas presenciais o grupo 3 da Educação Infantil; no dia 23 de agosto, será a vez do G2 e do Ensino Fundamental 2 (6º ao 9º ano); e, em setembro, o Ensino Médio.


Os alunos que optarem por voltar à sala de aula encontrarão as escolas preparadas para recebê-los com todo o cuidado necessário à prevenção da covid-19 e, também, com otimismo e alegria.


Mensagens de esperança espalhadas pelas salas, atividades lúdicas para divertir com segurança e espaços de acolhimento a dúvidas e medos foram planejados para receber as crianças.



A estratégia inclui continuar recebendo as crianças com os cuidados necessários, mas, também, com mais leveza, combatendo a eventual insegurança do aluno sobre o retorno.


Mark Ribeiro


Fotos: Letícia Teixeira / PMSCS